Monthly Archives julho 2016

Jovens missionários relatam experiência no Sertão e dizem: “O povo sertanejo está sedento do amor de Deus!”

26/07/2016
em Blog

O que motiva um grupo de 17 jovens do Seminário Palavra da Vida do Norte da cidade de Benevides, no Pará, a se deslocarem de seu estado, deixarem o conforto de suas casas para enfrentarem o clima semiárido e os próprios desafios do Sertão Nordestino? A resposta é simples e unânime entre todos: amor e obediência à obra de Deus. Para a maioria dos cristãos, o Sertão seria a última opção de evangelismo, afinal, é muito mais cômodo evangelizar no comodismo de sua casa do que “desbravar” uma terra com tantos desafios.roberval e francis
Mas para esses missionários, a experiência foi única e enriquecedora. A hospitalidade, o carinho e a boa receptividade dos nordestinos à Palavra de Deus, foi um traço marcante entre todos. Que o diga Thayla Coutinho, uma das componentes do grupo. Durante visita ao povoado Estados Unidos do Piauí, no município de Palmeirais, a jovem pôde experimentar do calor humano e do amor com que dispensam àqueles que os visitam: “Ao estar com o povo sertanejo, vi o quanto eles se esforçavam para nos deixar bem e confortáveis. Alí, eu pude ver o que realmente o Senhor queria me ensinar: que foi o de ter amor pelas pessoas, mas não aquele simples amor superficial de dizer que ama, mas de ter ações para que de fato a pessoa sinta o amor de Deus através da minha vida e de minhas ações”, relatou.
Bruno Buarque, durante visita ao povoado Assentamento Lagoa Preta (Alegre), em Barras. O jovem também destaca a cordialidade , o amor e a boa acolhida ao Evangelho: “Todos nos recebiam com muito amor e carinho. Cada demonstração de carinho e afeto me fez refletir em como tenho tratado os meus irmãos, e se tenho amado ao meu próximo da mesma forma que eles me amaram. Com certeza, aprendi a amar cada pessoa daquele lugar, e agora preciso em minha vida, amar o meu próximo”. E continuou: “Foi muito bom, ver que as pessoas estavam interessadas em ouvir a Palavra de Deus. Todos os dias fizemos cultos nos lares, e as pessoas frequentavam e não queriaIsmaelm ir embora. Eles estão sedentos por ouvir, e precisam que pessoas falem do amor de Deus para eles”.
A hospitalidade e as boas amizades com o povo sertanejo, despertou no seminarista Victor Vinícius durante visita ao povoado de Estação, em São Raimundo Nonato(PI), um interesse em retornar ao município. “Umas das características que o povo sertanejo demostrou é o seu grande amor por “nós” de fora e sua imensa hospitalidade em nos receber muito bem. Normalmente, nos preparamos para dar o que preparamos, recebemos no tempo de estudos antes do estágio. Entretanto, no tempo na Estação vimos uma comunidade que nos amou com um amor que não vem de outro lugar a não ser de Deus. Fui tão amado por eles, que saí de lá com meu coração apertado, deixando saudades e vontade de um dia retornar para revê-los”.

No Povoado de Couves, em Bom Jesus (PI), Davi José juntamente com Roberval e Frances Mile, tiveram a oportunidade de auxiliar na Igreja Cristã Evangélica. Na oportunidade os alunos do Palavra da Vida realizaram diversar atividades como cultos, reuniões em casas, kids games e EBF, além de visitas no povoado, na casa de cristãos e não-cristãos e promoveram, durante a EBF, um coral com as crianças da comunidade.sabrina “Nosso tempo, apesar de pouco, foi muito bom. Tivemos experiências que podemos levar para o nosso ministério. Além de passarmos nossos conhecimentos, pudemos aprender muito com a vida dos cristãos, e até mesmo dos que não frequentavam a igreja. Foi um tempo abençoador onde ensinamos e aprendemos”.
E as boas notícias não páram por aí. De acordo com Rebeca Pereira, que integrou o grupo que visitou o povoado de Estados Unidos do Piauí, os sertanejos estão dispostos a “pagar o preço” por uma vida de santificação e de adoração verdadeira a Deus. Para isso, eles confessam seus pecados e buscam uma vida de integridade diante de Deus e dos homens: “As pessoas dessa comunidade escrevem porções da Palavra nas paredes de suas casas para disseminar a Verdade aos seus familiares presos pela idolatria. Eles se unem em oração pelas outras comunidades e têm demonstrado um amor longânimo e profundo por aqueles a quem pregam o evangelho. Um amor puro e raro de se encontrar em nossa geração, mesmo dentro das igrejas”, destacou.
No entanto, Rebeca destaca que apesar dos aspectos positivos, a vida no Sertão apresenta também alguns desafios e “cadeias”, que precisam ser rompidas. Um desses e talvez, o maior desafio, é a idolatria. A forte religiosidade, predominante em algumas localidades, tem sido um dos maiores obstáculos para os missionários nessas regiões. “As pessoas possuem bíblias, mas não lêem, aceitam nossa visita com a condição de que não toquemos em seus “santos”. É um povo perdido, que não sabe o valor das Escrituras nem como servir ao Deus vivo”, destacou.equipe de Barras
Para quem não sabe, a região Nordeste reúne em torno de 53 milhões de habitantes e o percentual de evangélicos está em torno de 4%. Algumas cidades chegam a ter apenas 1% de cristãos e muitos povoados não possuem sequer uma igreja evangélica. Das 485 cidades brasileiras com menos de 3% de evangélicos, 343 estão no Sertão Nordestino. Trata-se da região menos evangelizada do Brasil.
Apesar da forte idolatria, o grupo de missionários sentiu-se impactado, motivado e transformado pelo poder do amor do Senhor. Eles retornaram à sua terra, ao seio de sua família e igreja, mas os momentos de intimidade com Deus, o amor e obediência à obra missionária, o carinho e o sorriso de cada sertanejo ficou e ficará marcado para sempre em suas vidas. E a certeza de que essa foi apenas a primeira de muitas experiências missionária no Sertão, que ainda virão.

Leia Mais

Pulsar-Música e Missão: música de qualidade, missão e adoração

06/07/2016
em Blog

Música, missão, adoração e conhecimentos. Foram essas e outras atribuições que fizeram do Pulsar-Música e Missão, um marco na vida de muitos participantes que compareceram na II Igreja Batista, nesse último final de semana. O evento se destacou ainda pela notável equipe de organizadores, produtores e parceiros que se dedicaram para que o Pulsar fizesse a diferença, e, principalmente, conscientizasse os jovens alí presentes, de sua missão na Terra: espalhar o amor de Deus e amar ao próximo.
Essa foi a segunda edição do Pulsar. Assim como no ano passado, o evento contou com uma vasta programação que incluía debates, apresentação de bandas locais e nacionais, reflexão, além de ter sido uma boa oportunidade de ampliar amizades com jovens de outras denominações. Instituições como a Livre Ser, de direção do cantor Juliano Son (Ministério Livres) tiveram espaço para divulgar seu trabalho. Para quem não conhece a instituição, trata-se de um centro de acolhimento que cuida de crianças vítimas de violência e maus tratos no Piauí. Oferece toda uma infraestrutura necessária para o desenvolvimento da criança, além de assistir a essas famílias. Por não ser governamental, é mantida por doações, shows e vendas de produtos. É o que disse a assistente social da Livre ser Maressa Nogueira.
“A Instituição Livre Ser nasceu em São Paulo quando Juliano Son percebeu a necessidade de uma intervenção mais forte na sociedade no lado social. Há oito anos foi plantada a Casa de Acolhimento em SP e posteriormente, ao conhecer os desafios e necessidades, ele teve a ideia de implantar uma casa de acolhimento aqui para receber crianças maltratadas, vitimizadas, violentadas. O Livre Ser veio para acolher essas crianças do Piauí. Temos uma casa estruturada para receber 100 crianças. O Instituto tem também uma frente de ação que é o projeto Mais Água que atua nos interiores do Piauí furando poços e trazendo água para cidades onde é tão escasso”, disse.
As bandas Louvor com Jazz e Livre Soul, Bandativa,Tom e Reggae e os cantores Paulo Nazareth, da Banda Combrie e Lorena Chaves louvaram ao Senhor com belas músicas trazendo sempre uma mensagem de missão, esperança e alegria. Outro destaque foram as oficinas que trouxeram temas inovadores, entre eles: Missão transcultural, O caráter do músico, Evangelismo Urbano e Empreendedorismo social.
O JV na Estrada trouxe, novamente para essa segunda edição do evento, diversão garantida ao som de músicas animadas e brincadeiras levando o público a interagir sempre de forma dinâmica e descontraída.
Com temas voltados à vocação, amor e missão, Paulo Nazareth e o pastor e missionário da ProSERTÃO Simon Reifler foram um dos que ministraram as reflexões. No sábado, a reflexão no período da manhã ficou por conta de Paulo Nazareth que explicou a diferença de vocação, aptidão e enfatizou a importância do amor nos relacionamentos uns com os outros.















Créditos das fotos: Pulsar

“Todos nós temos uma só vocação e essa vocação é compartilhar o amor. A nossa vocação tem a ver com o amor. Aquele amor do qual eu posso até não concordar com o que você diz ou faz, mas quero caminhar junto com você, mesmo com as diferenças. Essa diferença não deve impedir que continuemos juntos e que nos importemos um com o outro. Podemos colocar em prática o amor de Deus, amando ao próximo. Amar ao próximo significa se colocar no lugar do outro e fazer pelo outro o que você gostaria que fizessem por você. Isso significa amar ao próximo como a nós mesmos. O evangelho é exatamente isso. O músico, por exemplo, precisa estudar, afinar o seu violão, se preparar e se colocar no lugar de quem vai ouvir sua música. O amor que Deus nos ensina é aquele que prioriza o outro. Isso é revolucionário e faz toda a diferença. Quando fazemos isso, a nossa vida muda porque esse é o amor que Deus quer que tenhamos uns pelos outros. Jesus é Deus se colocando em nosso lugar. Não é fácil se colocar no lugar do outro mas o Espírito Santo pode nos capacitar para que possamos fazer isso”, disse Paulo Nazareth.
A participante Gabriela Ribeiro conta que o Pulsar superou suas expectativas e garante que participará de muitos outros. “Foi a primeira vez que participei do Pulsar e quero participar mais vezes. Próximo ano, participarei novamente porque foi maravilhoso. Aprendi muito com todas as palestras e oficinas, sem falar, das músicas de qualidade e novas amizades que pudemos fazer aqui”, disse.
O Pulsar contou com a Có-Produção da ProSERTÃO e apoio da Livraria Shekinah.

Leia Mais
  • Quem Somos

    Uma união de pastores, missionários e líderes de várias denominações sedentos por ver a glória de Deus se manifestando no coração nordestino. Nós nos comprometemos com a Declaração de Lausanne e com o Compromisso da Cidade do Cabo como também com a Aliança Cristã Evangelica Brasileira.

    Leia Mais
Copyright © 2014 - 2017 PróSERTÃO. Todos os direitos reservados.
Top
DeutschEnglish