Monthly Archives Janeiro 2017

CMM capacita e forma obreiros para obra missionária

23/01/2017
em Blog

 

Com o objetivo de formar e capacitar obreiros e missionários para a obra de Deus, o CMM-Curso de Missões e Ministérios, realizou dos dias 2 a 15 de janeiro, no sítio Rancho da Lua, em Demerval Lobão, no Piauí, curso avançado com matérias sistemáticas e missiológicas. Cerca de 30 alunos de cinco denominações, entre elas AICEB, CICEB, Igreja Evangélica da Confissão Luterana, Igreja Batista e Assembléia de Deus participaram do curso.
Os alunos aprenderam sobre Método de Estudo Bíblico com Simon Reifler; Teologia Bíblica Missionária do AT e NT com Pr Daniel Faria Jr; Programa de Educação na Igreja com Claudente Cardoso, da Igreja Batista El-Shadday, de Floriano; Capelania Escolar com Adriano Cruz, da Ordem Nacional de Capelania Cristã; Efésios e Teologia Sistemática com Izaías Christal; Hermenêutica com Pastor Josué Reifler; Estratégia missionária com Bruce Tissell; Trabalho em Equipe e Mentoria com Karin Grosser-Reifler.
“A Evangelização do sertão nordestino é nosso objetivo. Queremos levar o evangelho até os últimos cantos por isso, preparamos pessoas que realmente tenham uma visão missionária. Isso é o que fazemos no CMM: estamos introjetando uma visão missionária, capacitando pessoas que vão levar essa visão dentro da igreja e que, será a igreja brasileira que vai chegar até os últimos confins do sertão nordestino”, disse Simon Reifler, coordenador do CMM.
Evaldo Braga e Diego de Almeida Bastos se formaram esse ano. Diego Bastos vai assumir uma plantação de Igreja na cidade de São João do Piauí. “As avaliações pessoais sobre dons, chamado e ministério mostraram que mais alunos estão atuando efetivamente nas igrejas dentro de seu dom e seus chamados. Vários deles, estão pensando em assumir o ministério em tempo integral abrindo mão de bons empregos”, disse Simon Reifler.
“Foi um curso muito gratificante e importante na minha vida e vocação ministerial. Tenho aprendido estratégias e o CMM tem me auxiliado bastante. Tudo o que aprendi e todo o conhecimento é para melhor servir ao Senhor na obra”, disse Diego Bastos, de Remanso, na Bahia.

Leia Mais

Participantes do CIMA relatam experiências e decidem trabalhar pra Jesus no Sertão

23/01/2017
em Blog

Cerca de dez participantes que estiveram presentes no CIMA (agência missionária que visa a capacitação missionária através de cursos e oficinas, realizado em Curitiba), estão realizando um “estágio” no Sertão, especialmente no povoado Bom Jardim, em Nazária (PI). O “Experimenta”, consiste em se colocar em prática os conhecimentos adquiridos no CIMA. A experiência é de dez dias para participantes brasileiros e de vinte dias para aqueles que vêm de outros países. Os participantes são dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Florianópolis e também de outros países como Argentina e Caribe. Os jovens relatam momentos de muita edificação e sentem de Deus, o chamado para missões no Sertão.


É o caso da paulista e pedagoga Lucilene Firmo. A convite de um amigo, decidiu participar do CIMA e agora, sente de Deus o chamado para “largar tudo” e viver exclusivamente de missões no Sertão. “Há dois meses, eu não me imaginava em missões. Eu não era aquela pessoa que tinha essa vontade, mas agora missões veio de encontro ao meu chamado. Antes a minha motivação era apenas de viajar pois eu gosto de viagens e participar de congressos, mas Deus me provou e me perguntou: Qual a sua motivação? Será que sua motivação é só viagem? Orei e Deus entrou com resposta”. E continuou: “Tudo começou quando eu deixei Deus agir, deixei que o desejo de Deus prevalecesse e não o meu. Lá no CIMA, senti que Deus me queria para missões, e Deus foi confirmando tudo aquilo que Ele tinha pra minha vida. O Senhor tem provado a sua fidelidade aqui mesmo no “Experimenta”. Hoje, eu não imagino o que é estar fora do campo principalmente quando vejo a realidade das pessoas daqui. Isso tem me chamado a atenção. Deus tem me levantado e me chamado para ajudar e desenvolver um trabalho de cura espiritual especificamente com mulheres e meninas”.
O carioca Ricardo Romano compartilha do mesmo desejo de Lucilene: “Sempre tive um sonho de trabalhar com missões e o CIMA tem me proporcionado isso. Pessoas que às vezes não têm a direção, o CIMA acaba te dando “um norte”. Senti o chamado de Deus para o Sertão, pois as pessoas do Sertão são muito carentes e necessitam de gente que as ajude. Quando pensei em vir, eu vi que o Sertão é um dos lugares que poucas pessoas querem evangelizar justamente por causa das dificuldades, do sol quente e precariedades. Como amante de missões, eu quis vir pra cá, até porque o sertão foi algo que me atraiu muito. De acordo com pesquisas, 93% das pessoas no Sertão, não tem a noção certa do evangelho. A religiosidade aqui, é passada de cultura a cultura, o índice de analfabetismo é muito grande. A questão do trabalho e recreação para os jovens, é algo muito escasso. Não há um futuro certo para eles. Isso me chamou a atenção, ou seja, eu tenho a chance de, por eu ser um jovem de apenas 25 anos, poder ajudar outros jovens e transmitir algo para eles, por isso pretendo trabalhar como missionário no Sertão. O Sertão é onde meu coração tem “queimado” para estar, inclusive a ProSERTÃO, o pastor Beat e sua esposa, têm me ajudado nesse processo. Vale lembrar que para trabalhar aqui, é preciso ter um pleno amor, pois o Sertão não é local onde você investe para ter um resultado para você como adquirir um carro ou uma casa, o Sertão é você doar o que tem, dividir com os menos favorecidos. É exclusivamente coração. É se dispor e abrir mão de suas vaidades e conforto e cumprir o mandamento de Jesus que é amar a Deus acima de todas as coisas e amar ao próximo como a ti mesmo”.
O mineiro Wesley Dantas relata a realidade de evangelizar no Sertão e o seu chamado para missões: “Pra mim esses dias aqui estão sendo um divisor de águas. Eu sempre ouvi falar em missões, mas nunca tinha tido a oportunidade de saber o que era realmente. Tive uma visão mais aprofundada do que era missões lá no CIMA e isso foi uma “porta” para que eu pudesse entrar e conhecer missões. Através do ProSERTÃO pude conhecer a realidade do sertão e nenhuma nação “queimou” mais meu coração do que o Brasil. Quando ouvi falar em Sertão e de sua realidade, eu não tive dúvidas. Foi algo que veio e não tirei mais da minha cabeça. Depois do CIMA, eu vi que esse desejo por trabalhar em Sertão não foi só sentimento ou “coisa de momento”, pois na verdade, eu sempre sonhei em um dia vim pro Sertão. Evangelizar aqui é muito diferente. Já visitamos pessoas que eram assassinas e que aceitaram a Cristo, outras que são escravas da umbanda e que ouviram de Jesus, então, temos certeza que aquelas que não aceitaram, pelo menos a Palavra de Deus foi implantada”. Para o futuro, Wesley relata seus planos: “Vou retornar pra minha cidade, me formo esse ano em Educação Física, e já penso quando terminar meu curso, me especializar em algo relacionado ao Sertão. Aonde Deus me enviar, eu vou. Quero ser missionário no Sertão”.
O catarinense Juliano Oliveira tem um forte chamado para missões no Sertão. “Em 2014 senti vontade de trabalhar como voluntário no CIMA na Argentina, viajei 28 horas de ônibus e cheguei uma semana antes para trabalhar no evento. Visitando os stands lá, vi a ProSERTÃO e senti desejo em vir pro Sertão. Desde esse período eu tenho esta vontade. No CIMA 2015 no Paraguai, na hora da oferta, eu e Wesley ofertamos tudo o que nós tínhamos. Eu dei todo o dinheiro que tinha, e Wesley também, em prol de missões. Eu e Wesley tivemos logo aquela amizade e compatibilidade de sonhos e decidimos que um dia íamos estar juntos, evangelizando no Sertão. Em 2016, fui ao 1º CIMA do Brasil, mas não pude ir pra prática no Sertão, mas é porque tinha que fazer a prática na minha cidade, em Florianópolis. No CIMA esse ano, fui sabendo que ia ter a resposta de Deus. Deus fez mais do que eu pedia. Em Julho talvez eu retorne pra cá e pretendo implantar o teatro evangelístico aqui. Quero me preparar para poder retornar pra cá e trabalhar com missões. Sinto o chamado de Deus para missões no Sertão e essa paixão pelo Sertão só aumentou nos dias que estou aqui. Se eu não tivesse que voltar para minha cidade, eu ficaria aqui pois não tenho vontade de ir para casa”.

Leia Mais
  • Quem Somos

    Uma união de pastores, missionários e líderes de várias denominações sedentos por ver a glória de Deus se manifestando no coração nordestino. Nós nos comprometemos com a Declaração de Lausanne e com o Compromisso da Cidade do Cabo como também com a Aliança Cristã Evangelica Brasileira.

    Leia Mais
Copyright © 2014 - 2017 PróSERTÃO. Todos os direitos reservados.
Top
DeutschEnglish