Quarto dia de CIMA enfatiza compromisso por povos não alcançados

A noite de ontem (24) foi focada no povo muçulmano e em outros povos não alcançados, entre eles, os surdos-mudos, que é ainda um público pouco evangelizado.
Durante culto, músicas com intérprete em Libras mostravam aos jovens presentes a importância de aprender a comunicação e linguagem dos surdos-mudos para assim, transmitir a Salvação.
Vale destacar que alguns dos participantes estão aprendendo a pintar e puderam representar isso através de algumas pinturas. A arte também é uma ferramenta de evangelismo e muitos, entendendo isso, procuram aprender com a habilidade e talento do jovem artista, Rubens Junior.
Uma lista com nomes de alguns países e nações não alcançadas foi exposta para que todos pudessem interceder.
O pastor Aurivan Marinho falou sobre “Unidos na oração ” enfatizando sempre o valor da intercessão na vida daqueles que ainda não conhecem o amor de Cristo.
O dia de hoje (25) será cheio de novidades como evangelismo em ruas, presídios, hospitais e visitações nas casas. O pastor e médico oftalmologista foi com uma equipe ao interior para realizar atendimento. Estima-se que cerca de 40 pessoas sejam consultadas. Outra equipe foi roçar o quintal de uma igreja evangélica.
Dando continuidade à programação , haverá um encontro com pastores e líderes com os palestrantes Beat Roggensinger e Aurivan Marinho, com a confirmação de alguns pastores, inclusive do presidente da AICEB, pastor Reinaldo Miranda com sua esposa.
Pela noite haverá o culto de apelo
envio e de compromisso por missões. Amanhã (26), após as atividades do dia, o culto à noite encerrará a programação do CIMA. A partir de domingo, alguns seguirão para o Experimente, que é uma prática missionária.
Em 2020, o CIMA ocorrerá no Chile. Para quem deseja ir, o ideal é já ir se preparando , uma vez que, próximo ano, o evento será mundial.